sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Maldito Murphy

O despertador toca, eu deito sobre, abafo.
Dispara a quinta soneca e junto o desespero de estar acordando atrasado.
Engulo seco um pedaço de pão dormido e tomo uns goles d'água, deixo pra usar a escova de dentes do trabalho. Mas fácil perder tempo lá mas ser visto.

Ligo o carro, pego a perimetral. Aquela avenida na qual quem está de carro tem a impressão de que para de cem em cem metros numa sinaleira. E quem está a pé acha que não consegue atravessá-la nunca.

Um sinal verde desponta a minha frente. Pressinto o azar e já antecipo aquela pisada a mais no acelerador. Um pedestre sozinho domina a calçada às 8h da manhã, se aproxima do poste e aperta aquele botãozinho maldito da sinaleira de pedestres. Instantaneamente o sinal muda para o amarelo e não consigo passar. Mais alguns minutos de atraso na minha reunião.

Pela primeira vez na história aquele botão funcionou pra alguém. Porque quando estou a pé não serve pra nada, mas quando estou de carro funciona contra.

E eu que achava que esses botões eram o maior reallity show global, no qual os produtores filmam furtivamente a nossa falta de paciência e riem da crença de que aquilo realmente serve pra alguma coisa.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Fio Terra "A Fronteira Final"

O fio terra é o último tabu masculino. Até a homossexualidade já foi superada, hoje é uma coisa normal, uma opção de cada um. Isso acontece porque se você leva um dedo na bunda, ninguém sabe dizer o quanto deteriora sua masculinidade, se é veado ou não a pergunta fica no ar. Já se levar um pau no rabo, é veado, pronto! Isso ninguém discute.

A prima de uma amiga teve sua reputação atingida no colégio porque um carinha que ela fcou estava mentindo e espalhando ter comido ela. Aí eu disse "Bom, o estrago está feito, virgindade não é mais tabu pra ninguém, o melhor que você pode fazer é admitir e espalhar também que ele pediu um fio terra!" Vai acabar com a reputação dele.

Nunca levei um fio terra, não sei o que é isso, nem se ia curtir. Mas se fosse um pré-requisito pra comer uma gostosa, tenho certeza que muita gente iria pensar duas vezes.

Imagina, a partir dos 40 você vai pagar para um homem enfiar o dedo no seu cu todo ano e não vai comer ninguém em troca!